Na reunião estiveram presentes o prefeito de São Caetano, Tite Campanella, e a secretária de Assistência e Inclusão Social (Seais), Marisa Catalão, Foto: Letícia Teixeira/PMSCS
Na reunião estiveram presentes o prefeito de São Caetano, Tite Campanella, e a secretária de Assistência e Inclusão Social (Seais), Marisa Catalão, Foto: Letícia Teixeira/PMSCS

Nesta quarta-feira, 09/06, o prefeito de São Caetano, Tite Campanella, e a secretária de Assistência e Inclusão Social (Seais), Marisa Catalão, se reuniram com a equipe que realizou entrevistas e recepção de documentos dos candidatos do Programa Mais Oportunidades. O próximo passo é a avaliação de todos os documentos e a divulgação de candidatos aprovados. 

Entre os dias 31 de maio e 9 de junho, cerca de 40 funcionários da Seais recepcionaram no Cise Moacyr Rodrigues, os candidatos convocados para a entrega de documentos. Após a publicação do edital no dia 14 de maio, o grupo teve 15 dias para realizar a inscrição online e seis dias para a entrega de documentos e entrevista com a equipe da secretaria. “Hoje, estamos aqui para agradecer em nome de toda administração o trabalho desta equipe, que se envolveu em tempo recorde para recepcionar os candidatos. Estamos atravessando um momento de crise econômica, devido à pandemia, e o Mais Oportunidades foi a forma que encontramos para ajudarmos as pessoas a retornarem ao mercado de trabalho”, explicou o prefeito Tite Campanella.

Selecionados se reuniram nesta quarta-feira, 09/06. Foto: Letícia Teixeira / PMSCS

Foram 1.791 inscritos e 413 eliminados, por não cumprirem todos os critérios publicados no edital. Os demais foram chamados para entrevista e entrega de documentos. A equipe fará a análise dos documentos até segunda-feira (14) e o resultado preliminar será publicado no Diário Oficial Eletrônico, no dia 15 de junho. “O programa oferecerá todo suporte para impulsionar o ingresso ou retorno dos munícipes ao mercado de trabalho. O grupo aprovado participará de treinamento para atuar em vários setores da Prefeitura e  receberá capacitação profissional feita em parceria com o Sesi”, explicou Marisa. 

 Serão quatro dias de prestação de serviços e um de curso de capacitação e atualização profissional, que visa criar condições favoráveis à recolocação no mercado de trabalho, após o término da participação no programa. 

Aprovados

Os participantes aprovados receberão por 30 horas semanais (somando trabalho e curso), auxílio no valor de dois terços de salário-mínimo nacional vigente, mais cesta básica. As 1.000 pessoas selecionadas prestarão serviços por período de seis meses, prorrogáveis por mais seis. 

O início das atividades do Programa Mais Oportunidade está previsto para 1º de julho, após a conclusão do processo de avaliação dos inscritos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui