TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE

por Ligia Canto

O nome da patologia vem da palavra inglesa “borderline” que significa limítrofe, bem condizente à situação apresentada pelo indivíduo portador do transtorno, pois o mesmo apresenta um padrão de instabilidade emocional e comportamental que vai de um extremo a outro com grande rapidez e intensidade, com mudanças de atitude repentinas e impulsivas, de maneira desproporcional a situação real.

Não existe uma causa específica para a patologia, as manifestações podem ocorrer em decorrência de conflitos emocionais vivenciados na infância como situações de abandono, ambiente agressivo, morte, bullyng, abuso sexual e a morte precoce de parentes próximos e relevantes.

SINTOMAS:

– Raiva intermitente

– Medo do abandono

– Relações sociais conflituosas

– Alterações de humor abruptas

– Auto depreciação

– Atitudes impulsivas

– Sensação de vazio interior

– Foco nos eventos do passado

O risco de intenções suicidas em pessoas com esse transtorno de personalidade é grande. Apesar disso, alguns indivíduos portadores deste transtorno de personalidade não tem a intenção real de encerrar suas vidas, apenas o fazem com o intuito de chamar a atenção para si, numa tentativa de obter ajuda para acabar com o sofrimento psíquico gerado pelos sintomas do transtorno.

A maioria dos sintomas tendem a diminuir com o envelhecimento e a recidiva é considerada baixa. Entretanto, esses pacientes costumam ser predispostos a desenvolver outras doenças como depressão, drogadição (toda e qualquer modalidade de vício bioquímico), transtornos alimentares e ansiedade ou estresse pós-traumático. Por isso, o tratamento multidisciplinar, com apoio psiquiátrico e psicoterápico é essencial para o bem-estar e a preservação da vida destes pacientes.

Ligia Canto- Divulgação

Ligia Canto – Psicologia Integrativa

Psicóloga, pós-graduação em Acupuntura.

Atendimento Online – @psico.ligiacanto – 11 99686-5038

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui