Ações realizadas via editais Lei Aldir Blanc e Fundo de Cultura estão geolocalizadas no território da cidade. Foto: Divulgação/PSA
Ações realizadas via editais Lei Aldir Blanc e Fundo de Cultura estão geolocalizadas no território da cidade. Foto: Divulgação/PSA

Um trabalho inédito na cidade foi elaborado pela Secretaria de Cultura de Santo André para identificar onde estão sendo realizadas as ações financiadas pelos editais do Fundo Municipal de Cultura e da Lei Aldir Blanc. Os cerca de 400 projetos foram inseridos no Google Maps, facilitando a visualização no território da cidade.

O trabalho foi desenvolvido pelo projeto Ação Territorial com base nos endereços fornecidos na inscrição de cada edital e dá continuidade à proposta de estimular a criação de Redes Comunitárias na cidade. “Assim, por meio do mapa, fica mais fácil encontrarmos agentes culturais de uma determinada região, os produtos e serviços realizados. Com isso, quem trabalha com Cultura em Santo André pode identificar demais ações próximas à sua e criar redes de cooperação”, explicou a gerente da Ação Territorial, Adriana Leandro.

Para facilitar a visualização das ações culturais, a geolocalização foi aplicada com focos diferentes gerando três mapas da cidade. O primeiro, mais abrangente, engloba todas as propostas aprovadas nos editais do Fundo Municipal de Cultura e da Lei Aldir Blanc (bit.ly/acaoterritorial_mapa_por_edital).

O segundo mapeamento distribui os proponentes dos Projetos do Fundo de Cultura e da Lei Aldir, além das categorias ‘Prêmios’ e ‘Espaços’ subsidiados pela LAB (bit.ly/acaoterritorial_projetospremioseespaços).

A terceira versão apresenta uma divisão por Linguagens Artísticas e áreas de atuação, como Audiovisual, Dança, Teatro, Artes de Rua, de acordo com a indicação fornecida pelos próprios proponentes (bit.ly/acaoterritorial_areas_de_atuacao).

Há ainda a interatividade, pois cada pin nos mapas conta com informações, links e contatos dos realizadores. “Um ponto importante mostrado por esta ação é que os editais chegaram aos trabalhadores da cultura de todas as áreas de Santo André”, completou a secretária de Cultura, Simone Zárate.

Regiões

A geolocalização foi aplicada com base nas oito regiões utilizadas pela Ação Territorial. Esta divisão territorial foi utilizada em fevereiro, quando foram realizados encontros virtuais com proponentes contemplados pela Lei Aldir Blanc e pelo Fundo Municipal de Cultura com objetivo de que os contemplados pudessem se conhecer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui