Equipe apreendeu embarcação e rede de arrasto e autuou dois indivíduos durante patrulhamento de rotina na represa Billings. Foto: Divulgação/PMSBC
Equipe apreendeu embarcação e rede de arrasto e autuou dois indivíduos durante patrulhamento de rotina na represa Billings. Foto: Divulgação/PMSBC

O trabalho contínuo de combate ao crime ambiental de São Bernardo resultou na apreensão de barco e autuação de dois indivíduos pela prática de pesca ilegal na Represa Billings na manhã desta terça-feira (24/11). A ocorrência foi registrada durante fiscalização de rotina feita com barco pela Guarda Ambiental do município no manancial, nas proximidades da Estrada da Pedra Branca, altura do número 5.000, na região do Montanhão.

A pesca está proibida até 28 de fevereiro no manancial. Foto: Divulgação/PMSBC
A pesca está proibida até 28 de fevereiro no manancial. Foto: Divulgação/PMSBC

Os guardas ambientais avistaram uma rede de arrasto estendida na Represa Billings e, posteriormente, identificaram os responsáveis pelo equipamento. Os dois homens, de 50 e 61 anos, estavam escondidos em meio à mata, juntamente com a embarcação por eles utilizada. Questionados acerca dos fatos pela equipe da Guarda Ambiental, ambos confirmaram serem donos da rede e do barco, além de terem ciência da proibição da pesca neste período do ano.

A pesca está proibida na Represa Billings entre 1º de novembro de 2020 a 28 de fevereiro de 2021, quando é caracterizado o período de defeso da piracema – fechamento da pesca de espécies de peixes em reprodução para proteção da fauna aquática.

Além da rede de arrasto, foram apreendidos uma embarcação medindo cerca de 5,5 metros, dois remos e um colete camuflado. Os dois indivíduos foram autuados no valor de R$ 4.000. A ocorrência foi registrada na Dicma (Delegacia de Investigação de Infrações e Crimes contra o Meio Ambiente).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui